Última hora

Última hora

Norueguês e norte-americano partilham Prémio Nobel da Economia

Em leitura:

Norueguês e norte-americano partilham Prémio Nobel da Economia

Tamanho do texto Aa Aa

O norueguês Finn Kydland e o norte-americano Edward Prescott foram reconhecidos com o Nobel da Economia deste ano, pela contribuição dada à chamada teoria da macro-economia dinâmica.

O prémio foi anunciado esta manhã, em Estocolmo, pela Real Academia Sueca das Ciências. Vai ser entregue em Dezembro e tem um valor de 10 milhões de coroas suecas, mais de um milhão de euros. Finn Kydland tem 60 anos e ensina na Universidade da Califórnia. Edward Prescott tem 63, é professor na Universidade do Arizona e trabalha também para a Reserva Federal de Minneapolis. Este último, entrevistado em casa pouco depois do anúncio, diz que “não estava à espera deste prémio, que para ele é a recompensa por uma vida inteira de investigações”. Diz ainda que “é uma enorme alegria ser um norueguês a ganhar o prémio”. As teorias de Kydland e Prescott permitiram uma maior independência por parte dos bancos centrais e deram algumas explicações para os ciclos económicos.