Última hora

Última hora

Parlamento frncês discute adeão da Turquia à União

Em leitura:

Parlamento frncês discute adeão da Turquia à União

Tamanho do texto Aa Aa

Em França, aquece o debate sobre uma eventual entrada da Turquia na União Europeia. O primeiro-ministro francês, de direita, foi esta quinta-feira à Assembleia Nacional, onde tentou acalmar os ânimos. O que hoje se discute, na Europa, é a abertura das negociações. Até porque, diz Jean-Pierre Raffarin, “a Turquia está muito longe da Europa do ponto de vista político económico e social. Hoje, nem a Europa nem a Turquia estão prontas para a adesão.”

No futuro, contudo, essa adesão é desejável – defende o presidente do grupo socialista no parlamento francês, Jean-Marc Ayrault: “A Europa continua a ser o mais belo cadinho de integração, de paz e de civilização, com a condição de assim o desejar e de se dotar de meios para tal. Esta é a escolha dos socialistas franceses.” A comunidade turca em França ronda as 400 mil pessoas. E, embora desejem a adesão, estão conscientes das diferenças actualmente existentes. Nas ruas de Paris, um dono de um restaurante turco confessa que o seu país “precisa de uma sociedade mais igualitária, mais democrática e mais aberta, com Direitos Humanos”. O governo de Ancara já deu grandes passos, com as reformas que visam aproximar o país da União Europeia. Mas a evolução leva tempo. Ou, como diz um outro turco: “A Turquia é, hoje, para a Europa, uma pedra preciosa que é preciso trabalhar, lapidar.”