Última hora

Última hora

Altos cozinheiros bascos vão responder por colaboração com a ETA

Em leitura:

Altos cozinheiros bascos vão responder por colaboração com a ETA

Tamanho do texto Aa Aa

Com a detenção do alegado membro da ETA José Luis Beotegui, o bom nome de grandes chefes de cozinha do país basco espanhol foi posto em causa. Beotegui, de 55 anos, passa de acusado a acusador. O alegado etarra afirma que pelo menos dois dos grandes cozinheiros bascos pagaram o chamado imposto revolucionário à organização terrorista basca ETA.

Um deles, Martin Berasatequi, responsável por um dos únicos quatro restaurantes com três estrelas Michelin de Espanha, garante que “não fez nada, a única coisa que lhe importa é trabalhar e comer”. Mas o etarra garante que recebeu pessoalmente dinheiro de dois cozinheiros, e acrescenta que a mulher de um deles é sua parente. Através dela negociou o montante das prestações a pagar, num valor de cerca de70 mil euros. Dadas as acusações, o juiz da Audiência Nacional intimou os dois chefes a comparecer numa audiência, na próxima segunda-feira. Os homens podem ser acusados de colaboração com a ETA.