Última hora

Última hora

Operação "Dias de Penitência" poderá recuar

Em leitura:

Operação "Dias de Penitência" poderá recuar

Tamanho do texto Aa Aa

O governo israelita prepara-se para uma nova estratégia militar, no norte da Faixa de Gaza. De acordo com vários órgãos de comunicação hebraicos, Ariel Sharon aceitou um plano proposto pelos responsáveis do Tsahal e decidiu, após uma reunião com o ministro da Defesa Shaul Mofaz, uma semi-retirada de localidades como o campo de Jabalyia.

À partida, o número de soldados presentes na região vai ser diminuído, assim como o equipamento, numa altura em que se receia um aumento dos ataques, às portas do Ramadão. Jabalyia tem sido o palco central da ofensiva baptizada “Dias de Penitência”, que matou perto de cem palestinianos. Trata-se de uma operação destinada a impedir o disparo de mísseis artesanais para território israelita. A ofensiva não vai terminar, como Sharon salientou várias vezes, apenas reduzir de intensidade, embora esteja previsto um regresso em força caso os atentados palestinianos se multipliquem. Por outro lado, o primeiro-ministro israelita enfrenta a revolta de milhares de colonos judeus. Ontem, Jerusalém acolheu uma manifestação contra o polémico plano de retirada dos territórios ocupados. O projecto contempla o desmantelamento de 21 colonatos da Faixa de Gaza e de quatro da Cisjordânia. A votação no parlamento será no próximo dia 25.