Última hora

Última hora

Mega-negócio no sector do ouro pode criar gigante mundial

Em leitura:

Mega-negócio no sector do ouro pode criar gigante mundial

Tamanho do texto Aa Aa

O mercado do ouro pode sofrer uma revolução se avançar o negócio entre duas das maiores empresas de extracção, o que pode dar origem a um novo número um mundial.

A sul-africana Harmony quer adquirir um grupo compatriota, a Gold Fields. Lançou, para isso, uma oferta pública de troca, por cerca de 53 mil milhões de rands, ou seja, 6,7 mil milhões de euros, mas a proposta foi rejeitada e desenha-se agora o cenário de OPA hostil. A Harmony é, actualmente, a sexta maior empresa mundial do ramo, em termos de quantidade produzida. A Gold Fields ocupa o quarto lugar. O sector é, por enquanto, liderado pela Newmount Mining. Se a OPA da Harmony tiver sucesso, a nova empresa passa a ocupar este trono, tanto em termos de produção como em termos de reservas. A compra é apoiada pelo russo Vladimir Potanin, que é agora o principal accionista da Gold Fields, através do grupo Norlisk, mas conta com a oposição dos administradores. Recentemente, a Gold Fields mostrou-se interessada numa fusão com a canadiana Iamgold. No entanto, este negócio, que deve concretizar-se em meados do próximo mês, parece não agradar ao magnata russo. A compra da Gold Fields por parte da Harmony é, para muitos, um golpe desenhado por Potanin para evitar a fusão com o grupo canadiano.