Última hora

Última hora

Verdes europeus organizam conferência de apoio à Turquia

Em leitura:

Verdes europeus organizam conferência de apoio à Turquia

Tamanho do texto Aa Aa

“Amigos críticos” da Turquia: assim se intitulam os verdes europeus, que apoiam a abertura das negociações de adesão com Ancara mas não fecham os olhos aos obstáculos ainda existentes. Organizaram, em Istambul, uma conferência, onde também se falou do novo julgamento da activista curda Leyla Zana. Esta sexta-feira, Ancara começa a julgar – pela terceira vez – a ex-deputada e os seus três colegas, acusados de apoiarem os rebeldes curdos.

Os verdes estão preocupados. “O Tribunal de Segurança do Estado foi suprimido, é verdade, mas sabe-se que se corre o risco de que, no processo de Leyla Zana, os juízes sejam os mesmos. Não é o mesmo tribunal, mas será que os juízes mudaram?” – interroga-se a eurodeputada Hélène Flautre. Apesar das várias reformas legislativas levadas a cabo pelo governo de Ancara, para Cem Ozdemir, eurodeputado ecologista alemão de origem turca, ainda há muito a fazer: “Muitos dos meus amigos que estão sempre em perigo, face à lei, podem agora respirar fundo, porque já se pode falar de assuntos que antes eram proibidos. Mas isso não significa que todos os problemas foram resolvidos. Se comprarmos esta lei com as antigas leis turcas, é muito boa, mas se a compararmos aos padrões europeus, há ainda um grande fosso que a Turquia deve atravessar.” A decisão sobre a abertura, ou não, das negociações com a Turquia será tomada pelos chefes de Estado e governo dos Vinte e Cinco, na Cimeira de Dezembro. A Comissão Europeia, essa, considera que estão reunidas as condições para se começar a negociar.