Última hora

Última hora

Défice português pode ultrapassar de novo os 3% do PIB

Em leitura:

Défice português pode ultrapassar de novo os 3% do PIB

Tamanho do texto Aa Aa

Portugal arrisca-se a ultrapassar, de novo, o limite dos três por cento do PIB, no que toca ao défice público. O anúncio foi feito por Gerrit Zalm, ministro das Finanças da Holanda, país que assume a presidência rotativa da União. A previsão de derrapagem é para 2005, ano em que Alemanha, Itália e Grécia correm também o mesmo risco.

As contas são da Comissão Europeia, mas o comissário responsável pelos Assuntos Económicos excusou-se a fazer comentários. Joaquín Almunia reserva-se para terça-feira próxima, quando os números forem oficialmente apresentados. Reunidos no EcoFin, os ministros da Economia e Finanças da União afirmaram ainda a necessidade de controlos mais apertados dos dados apresentados pelos governos nacionais. O objectivo é evitar a revisão de contas, como a feita agora pelo novo executivo grego. Afinal, os números helénicos estavam errados. Desde o ano 2000 que Atenas tem um défice superior ao limite de três por cento do PIB, autorizado pelo Pacto de Estabilidade.