Última hora

Última hora

FMI diz que preço do petróleo pode afectar crescimento

Em leitura:

FMI diz que preço do petróleo pode afectar crescimento

Tamanho do texto Aa Aa

O petróleo voltou a bater recordes, esta sexta-feira. A subida imparável dos preços do ouro negro está a preocupar o Fundo Monetário Intrernacional (FMI), que apelou aos países produtores para aumentarem a produção.

O FMI, tal como a maior parte das instituições económicas mundiais, acredita que a subida nos preços do barril pode atrasar o crescimento económico mundial. A ideia foi reafirmada em Genebra, durante uma visita à Organização Mundial do Comércio (OMC), pelo director do FMI, Rodrigo Rato: “Os riscos de abrandamento por causa dos preços do petróleo aumentaram. Prevemos, para o ano, um claro impacto em várias áreas, mas também vemos forças positivas, que em parte devem compensar os efeitos dos novos preços”. O barril de Brent do Mar do Norte, que serve de referência para a Europa, mantém-se acima dos 51 dólares, perto do recorde absoluto. Subiu já um quarto, desde o início do mês passado. Em Nova Iorque, o barril de crude atingiu, esta sexta-feira, um novo máximo histórico nos 55,35 dólares. Apesar dos avisos, o FMI diz que é ainda cedo de mais para cortar as previsões para 2005.