Última hora

Última hora

Preços do petróleo aliviam de máximos depois de acalmia na Noruega

Em leitura:

Preços do petróleo aliviam de máximos depois de acalmia na Noruega

Tamanho do texto Aa Aa

O preço do petróleo está a recuar, depois de ter batido novos recordes, esta segunda-feira. O crude, em Nova Iorque, chegou aos 55,67 dólares por barril e o Brent do Mar do Norte, em Londres, atingiu os 51,90. Ambos os valores acabaram depois por descer, ao longo do dia.

Os valores caíram com a acalmia da situação na Noruega, depois de uma ameaça de greve. A Associação de Armadores lançou um pré-aviso de paralização, com início no dia 8 de Novembro, depois de um braço-de-ferro que dura há quatro meses. Os armadores colocaram-se do lado dos sindicatos, que exigem melhores condições de trabalho nas plataformas petrolíferas. Marianne Lie, desta Associação, diz que “esta greve é necessária, uma vez que há um conflito em que todos perdem – a sociedade, os armadores e os empregados.” Entretanto, o governo norueguês disse que iria intervir e impor uma mediação para acabar com este conflito e impedir a greve. Segundo os dados da Agência Internacional da Energia, prevê-se que, este ano, a Noruega exporte em média 3,3 milhões de barris por dia. O país da Escandinávia é o terceiro maior exportador mundial, depois da Arábia Saudita e da Rússia. Se os esforços do governo forem infrutíferos e a greve se confirmar, teme-sepelas reservas de combustíveis para aquecimento, um dos medos que estão a fazer os preços do barril subir, agora que o Inverno se aproxima.