Última hora

Última hora

Plano Sharon de retirada dos colonatos é votado hoje. Colonos protestam

Em leitura:

Plano Sharon de retirada dos colonatos é votado hoje. Colonos protestam

Tamanho do texto Aa Aa

O plano Sharon de retirada dos colonatos foi ontem motivo de protesto dos colonos judeus, abrangidos pela polémica medida. As cartas do governo israelita que detalhavam as compensações a que tinham direito eram destruídas em fogueiras ou simplesmente rasgadas em sinal de protesto contra o plano de Ariel Sharon.

O colonos de Gush katif são alguns dos mais de 8.800 que terão de abandonar as suas terras, mas a população assegura que não abandona o local. Ontem, o primeiro ministro submeteu o plano a discussão no Knesset, o parlamento israelita que o votará hoje. Debaixo de ameaças da extrema direita e avisos de desobediência civil, Ariel Sharon deverá ver o seu plano aprovado, para que pela primeira vez Israel retire dos territórios ocupados e os deixe para o futuro estado palestiniano. A sessão parlamentar teve os seus incidentes e levou mesmo ao abandono de alguns deputados, como o líder do partido nacionalista religioso, Ephraim Eittam As sondagens mostram que a maioria dos israelitas aprova o plano de Sharon e no parlamento é provável que o primeiro ministro consiga a aprovação de 67 dos 120 deputados do Knesset. Ontem à noite nas ruas de Jerusalém milhares de militantes de esquerda manifestaram o seu apoio ao plano Sharon. O plano de Ariel Sharon inclui a retirada dos colonatos da faixa de gaza e de outros quatro situados na Cisjordânia.