Última hora

Última hora

Japoneses acompanham resgate de família desaparecida no sábado

Em leitura:

Japoneses acompanham resgate de família desaparecida no sábado

Tamanho do texto Aa Aa

O Japão parou para assistir, em directo, a uma operação de salvamento. As autoridades tentavam resgatar uma mulher e os seus dois filhos, presos há quatro dias debaixo de um manto de rochas e lama. Cada passo foi seguido pelas televisões nacionais.

A família deslocava-se de carro numa estrada na região de Nigata, no passado sábado, quando o terramoto provocou uma derrocada. Uma das crianças, um menino de dois anos, sobreviveu. A mãe viria a falecer no hospital. Aparentemente, falta ainda resgatar a filha de três anos. O sismo, de magnitude 6.8, que abalou o norte do Japão no fim de semana, matou, pelo menos, 31 pessoas, feriu mais de três mil e deixou desalojados cerca de cem mil japoneses. A região de Nigata foi a mais afectada e ainda hoje um terramoto de 4.2 de intensidade fez tremer uma das maiores cidades na área, Ojiya, onde um edíficio desmoronou. Mais de mil passageiros foram obrigados a sair da gare ferroviária de Nagaoka. Há registo de quatro feridos.