Última hora

Última hora

Crise política na Letónia

Em leitura:

Crise política na Letónia

Tamanho do texto Aa Aa

O chumbo do Orçamento de Estado para 2005 fez cair o governo minoritário da República da Letónia. O primeiro-ministro, Indulis Emsis, viu rejeitada a proposta de orçamento por 53 dos 100 deputados que compõem o parlamento letão,em Riga. Emsis liderou o décimo primeiro governo depois da restauração da independência, em 1991, sendo o primeiro executivo ecologista no seio da União Europeia. O governo sobreviveu, em Setembro último, a uma moção de censura.

Este país báltico, situado na Europa Oriental, conta com 2 milhões e 400 mil habitantes e uma Constituição jovem que data de 1993. Membro recente da União Europeia, a Letónia enfrenta assim uma crise política. Cabe agora à presidente, Vaira Vike Freiberga, designar um novo primeiro-ministro para resolver este impasse.