Última hora

Última hora

Imagens de Arafat vivo procuram acalmar rumores

Em leitura:

Imagens de Arafat vivo procuram acalmar rumores

Tamanho do texto Aa Aa

Gravemente doente, mas ainda vivo, terá sido a mensagem que os palestinianos tentam transmitir com a divulgação, hoje, das imagens de Yasser Arafat, em pijama e ladeado pela sua equipa médica.

Temendo o pior, amigos, colaboradores políticos, apoiantes ou simples curiosos amontoaram-se nas últimas horas às portas do quartel-general do líder histórico, em Ramalah. A esposa de Arafat, Souha Arafat, chegou à Cisjordânia,proveniente de Paris, para se juntar ao marido. O líder palestiniano encontra-se confinado pelo exército israelita ao seu quartel-general desde Dezembro de 2000. O seu estado de saúde degradou-se bruscamente na passada quarta-feira. A doença de Arafat foi apresentada como sendo uma gripe severa, acompanhada de dores de estômago e vómitos. Actualmente, fala-se num problema sanguíneo que poderá obrigar a um tratamento em Paris, devendo partir esta noite ou amanhã para Amã, na Jordânia, antes de voar para França. O primeiro-ministro Ahmmad Qorei, que hoje se deslocou de novo à Muqata, tentou desdramatizar a situação, afirmando que a situação está controlada e é estável. Ontem, Qorei esteve no quartel-general de Arafat na companhia do antigo chefe do executivo palestiniano, Mahmud Abbas. As três instâncias presididas por Arafat – ANP, OLP e Fatah – reuniram-se de urgência para analisar as consequências do agravamento de saúde do líder. Israel já disse estar pronto para dialogar com a direcção palestiniana que substitua Arafat, no caso deste morrer. Havendo diálogo, a retirada da Faixa de Gaza, lembrou o governo israelita, poderá ser coordenada com esta direcção. Este cenário ainda não se coloca. Para já mobilizam-se meios para devolver a saúde a Yasser Arafat.