Última hora

Última hora

Shell vai ter uma só administração

Em leitura:

Shell vai ter uma só administração

Tamanho do texto Aa Aa

A Royal Dutch Shell, “holding” que controla a petrolífera Shell, vai sofrer uma remodelação ao mais alto nível. Até agora, o grupo tinha dois Conselhos de Administração separados, um no Reino Unido e outro na Holanda. Agora, está em marcha uma nova política: “Uma empresa, uma administração, um director-geral” é o lema que significa grandes mudanças.

O novo grupo Royal Dutch Shell tem três quintos do capital nas mãos dos holandeses da Royal Dutch. Os outros dois quintos pertencem aos britânicos da Shell. A remodelação significa o fim do sistema de duas cabeças. A administração fica toda sediada em Haia. O director-geral, Jeroen Van der Veer, passa a ter poderes alargados e Aad Jacobs, antigo patrão da Royal Dutch, fica como presidente do Conselho de Administração, mas sem funções executivas. Van Der Veer fala do novo espírito da Shell: “Viram as palavras simplicidade, eficiência e clareza nas contas. Todos esses conceitos devem fazer parte da nossa cultura: a empresa primeiro. Essa é a principal divisa da nossa cultura: a empresa primeiro”. As acções do novo grupo vão estar cotadas em Londres e Amesterdão. A Shell anunciou, entretanto, que iria suspender o programa de compra de acções próprias, por causa de entraves legais nos Estados Unidos. O grupo publicou também os resultados do último trimestre, em forte alta por causa da subida nos preços do petróleo.