Última hora

Em leitura:

Russos homenageiam vítimas da repressão de Estaline


mundo

Russos homenageiam vítimas da repressão de Estaline

Foram perto de mil os russos que prestaram homenagem às vítimas da repressão de Estaline, em Moscovo. Os participantes, na maioria idosos que perderam familiares nos gulag soviéticos, colocaram flores e acenderam velas junto à “Pedra dos Solovki”, um monumento discreto criado após a queda do bloco soviética na Praça da Lubianka, em frente à sede dos serviços secretos russos.

A pedra do monumento foi transportada do arquipélago dos Solovki, no Mar Branco, onde foi criado um dos primeiros gulag. As memórias da repressão nunca desapareceram nem desaparecerão e a dor aumenta quando se pensa que os repressores nunca foram punidos. Os historiadores estimam em 20.000 o número de pessoas mortas nos Gulag soviéticos. As cerimónias de homenagem decorrem todos os anos no dia 30 de Outubro. Neste dia do ano de 1974, prisioneiros de campos de concentração de toda a Rússia iniciaram uma greve de fome em forma de protesto pela repressão.
Saiba mais:

Há pontos de vista diferentes para cada história: a Euronews conta com jornalistas do mundo inteiro para oferecer uma perspetiva local num contexto global. Conheça a atualidade tal como as outras línguas do nosso canal a apresentam.

Artigo seguinte

mundo

Rocco Buttiglione renuncia ao cargo de comissário europeu