Última hora

Última hora

O governo de Ariel Sharon prudente em relação à era pós-Arafat

Em leitura:

O governo de Ariel Sharon prudente em relação à era pós-Arafat

Tamanho do texto Aa Aa

Reunido este domingo em conselho de ministro, o primeiro-ministro israelita, Ariel Sharon, fez saber que “se uma nova direcção palestiniana se formar, séria e responsável será possível a retoma das negociações sobre o “roteiro para paz”.“Este plano prevê a criação de uma estado palestiniano até ao final de 2005, o fim da violência e o congelamento da criação de colonatos judeus, mas até hoje o acordo não passou do papel.

Para evitar o caos político e institucional, as três instâncias palestinianas, OLP, ANP e Fatah, reuniram de novo na Muqata, em Ramalah. No quartel general de Yasser Arafat foi o primeiro-ministro Ahamad Qorei que presidiu o encontro do Conselho Nacional de Segurança. Ontem foi a OLP que esteve reunida pela primeira vez, desde a sua fundação, sem a presença de Arafat, cujo estado de saúde é estável, embora suscite ainda muitas dúvidas. No Hospital de Percy, nos arredores de Paris, os médicos tentam apurar a causa das dores estomacais. Para já duas possibilidades foram avançadas: infecção viral ou envenenamento, os exames médicos em curso poderão fornecer uma resposta na próxima quarta-feira. Até ao momento o líder palestiniano recebeu apenas as visitas da sua esposa e da representante palestiniana en França, Leila Chahid. Mas no exterior, são vários os palestinianos residentes em França que foram manifestar-lhe apoio e solidariedade.