Última hora

Última hora

Eleições EUA: Indecisos vão ser decisivos

Em leitura:

Eleições EUA: Indecisos vão ser decisivos

Tamanho do texto Aa Aa

É o “sprint” final antes das presidenciais de terça-feira. John Kerry e George W. Bush dão o tudo por tudo nas últimas horas de campanha nos três estados decisivos da eleição – Florida, Ohio e Pensilvânia.

Ontem, os dois candidatos estavam ao mesmo nível nas intenções de voto. Segundo os analistas, os indecisos e os eleitores recém-registados deverão desempatar nas urnas os dois candidatos. Mesmo assim George W.Bush não deixou de tentar seduzir os democratas descontentes em Tampa, na Florida, com um discurso de obra feita. “A al-Qaida já não controla o Afeganistão como no passado, eliminámos os campos de treino da organização, mais de três quartos dos operacionais foram julgados e os restantes sabem que estamos no seu encalço”. Kerry, por seu lado, optou por mais um banho de multidão no New Hampshire. O candidato democrata poderá ser favorecido pelo voto dos 15 milhões de novos eleitores, a maioria jovens, que se recensearam a tempo do sufrágio. Para estes o candidato insiste no discurso de mudança: “O mundo está à espera de que este país encontre o caminho certo para que possa voltar a ver a nação que sempre conheceu e admirou. Um país que levanta a moral das pessoas e não aquele que as ameaça”. Kerry regressou mais tarde à Florida para um novo comício de campanha. Só no último mês os dois candidatos já estiveram 67 vezes no estado que em 2000 deu a presidência a Bush por pouco mais de 500 votos.