Última hora

Última hora

Exército norte-americano aperta o cerco militar à cidade rebelde de Fallujah

Em leitura:

Exército norte-americano aperta o cerco militar à cidade rebelde de Fallujah

Tamanho do texto Aa Aa

Aumenta a instabilidade na região sunita do Iraque, face à última vaga de bombardeamentos da aviação norte-americana sobre Fallujah, que poderá antecederum ataque em larga escala.

Em Samara, a norte de Bagdade, várias acções atribuídas à guerrilha provocaram pelo menos 37 mortos desde esta manhã. Três viaturas armadilhadas deflagraram junto à sub-prefeitura da cidade, atingindo uma barreira policial e um blindado norte-americano. Horas depois a explosão de uma quarta viatura vitimava mortalmente 10 polícias iraquianos. Ao mesmo tempo em Latifya, a sul de Bagdade, eram descobertos os cadáveres de outros dez polícias iraquianos raptados em Outubro. Na capital continuam por apurar as circunstâncias de uma violenta explosão registada junto ao aeroporto. Em Fallujah, a cidade bastião da guerrilha iraquiana foi alvo de quatro vagas de bombardeamentos durante a noite que terão destruído dezenas de casas e um anexo do hospital da cidade. Cerca de dez mil soldados norte-americanos cercam a região de Fallujah e Ramadi, onde 3 mil combatentes estarão entricheirados, à espera de uma batalha considerada por Washington como decisiva para pacificar o país antes das eleições de Janeiro. Nas últimas horas cerca de metade dos 300 mil habitantes estarão em fuga da cidade, alertados pelo exército norte-americano para uma operação militar iminente. A primeira investida terá vindo no entanto da guerrilha, pelo menos vinte soldados ficaram feridos durante um ataque, alegadamente levado a cabo por um bombista suicida contra um quartel norte-americano na cidade.