Última hora

Última hora

O clima está a redesenhar o Planeta Azul

Em leitura:

O clima está a redesenhar o Planeta Azul

Tamanho do texto Aa Aa

O aquecimento climático não é uma preocupação do futuro, é uma realidade do presente e as suas implicações para o planeta serão enormes. Há quatro anos, 300 investigadores tomaram em mãos a tarefa de tentar compreender os efeitos do fenómeno no planeta Terra. Agora, o estudo está concluído e os resultados são surpreendentes.

O clima vai continuar a mudar, as temperaturas vão subir em média 4º a 7º Celsius até 2100 e a dimensão do Ártico vai reduzir-se drasticamente até 2090. O relatório é apresentado esta terça-feira, em Reykjavik, na Islândia, no âmbito de uma conferência científica internacional. Alguns dos participantes neste trabalho reconhecem que os resultados são piores do que os esperados há quatro anos, quando o estudo teve início. Robert Corel, responsável pelo organismo que estuda o impacto das mudanças climáticas no Ártico explica, a vários níveis, o que vai acontecer:“A primeira consequência da redução dos glaciares é que se abrirão novas rotas de navegação. Uma das primeiras a abrir é próximo da Rússia, a chamada rota do mar do Norte. É um sonho para a Rússia e vai estimular o desenvolvimento, mas terá também impacto para as populações locais. Para elas, será desastroso”. Muitas regiões costeiras serão afectadas. O exemplo vem através de uma projecção feita para Nova Iorque. Se as águas subirem um metro a cidade será inundada. Todo o planeta será atingido e há muitas espécies ameaçadas. Para os cientistas, os resultados são piores do que esperavam no início do estudo.