Última hora

Última hora

Forças da coligação no centro de Falluja

Em leitura:

Forças da coligação no centro de Falluja

Tamanho do texto Aa Aa

Tudo o que os soldados americanos permitem aos jornalistas filmar e as informações parciais que são fornecidas indicam que a situação em Falluja lhes é favorável. As mesmas fontes garantem que os militares tomaram duas pontes sobre o rio Eufrates, no primeiro dia, e ainda um hospital civil. Depois terão entrado pelo norte da cidade, junto à Estação de Comboios, para chegar ao Bairro Jolan, onde supostamente estará o coração da resistência sunita. As últimas informações indicam que as tropas terão entrado no centro da cidade.

De acordo com o Pentágono, morreram 12 militares, 10 americanos e dois iraquianos, desde que o assalto começou há três dias. Quanto a outras vítimas, civis ou militares, não qualquer dado disponível até ao momento. No entanto, sabe-se através do testemunho de alguns residentes que há crianças feridas a necessitar urgentemente de apoio médico, a electricidade foi cortada, todas as lojas estão encerradas. Alguns líderes religiosos dizem que se está a viver um autêntico massacre de civis, organizações muçulmanas na Grã-bretanha condenaram o assalto norte-americano à “Cidade das Mesquitas”. Os chefes sunitas do Conselho dos Ulemas apelaram ao boicote às eleições de Janeiro.