Última hora

Última hora

Itália: Procuradoria pede pena máxima para Berlusconi por corrupção de juízes

Em leitura:

Itália: Procuradoria pede pena máxima para Berlusconi por corrupção de juízes

Tamanho do texto Aa Aa

O Ministério Público italiano pede oito anos de prisão, ou seja, a pena máxima, para o primeiro-ministro Silvio Belusconi, num processo de corrupção que remonta aos anos oitenta. A sentença será conhecida a 3 de Dezembro.

Face ao tribunal de Milão, a procuradora Ilda Bocassini afirmou que o empresário Berlusconi “deve ser condenado por corrupção de magistrados”, uma vez que através da sua “holding” Fininvest – que controla três televisões e outras actividades industriais – pagou a magistrados de Roma para ficarem ao seu serviço. As investigações sobre a empresa desvendaram um sistema de corrupção de juízes que ultrapassa o caso SME, uma empresa agro alimentar semi-pública, cujo processo de venda acabou nos tribunais e por implicar Silvio Berlusconi. O chefe do executivo defendeu-se das acusações em Junho de 2003. Diante dos magistrados, Berlusconi afastou qualquer possibilidade de se demitir do cargo caso fosse condenado e ameaçou recorrer a todos os meios judiciais para se defender. A acusação é, sobretudo, fundada numa transferência bancária no valor de 343 mil dólares efectuada em 1991 para uma conta da Fininvest na Suíça e que pertencia a Cesare Previti, advogado da “holding” e amigo de Berlusconi,condenado a cinco anos de prisão.