Última hora

Última hora

Mais de um milhar de rebeldes iraquianos mortos em Faluja

Em leitura:

Mais de um milhar de rebeldes iraquianos mortos em Faluja

Tamanho do texto Aa Aa

O assalto a Faluja terminou. Restam algumas bolsas de resistência que devem estar controladas dentro de pouco tempo. É o que diz o Ministério iraquiano da Segurança Nacional que anunciou a detenção de 200 rebeldes e a morte de mais de um milhar.

Os confrontos concentraram-se, este Sábado, nos bairros do sul da cidade sunita, entre o hospital e a estação de caminhos de ferro, onde os marines passaram a pente-fino, casa a casa, em busca de armas e explosivos. Fontes do Pentágono asseguram que 80% da cidade está já controlada. O jordano Abu Mussab al-Zarqawi, procurado pela vaga de atentados no Iraque e o chefe religioso Abdalah al-Janabi terão fugido da cidade, não se sabe se antes, se durante a ofensiva, segundo as autoridades iraquianas Nesta ofensiva militar contra Faluja, morreram 22 soldados norte-americanos e cinco iraquianos. Até ao momento não há informações sobre vítimas civis.Uma acção desencadeada com a autorização do primeiro-ministro iraquiano, Iyad Allawi, com o objectivo de criar condições de segurança para levar o país a eleições em Janeiro próximo, Os refugiados de Faluja começaram hoje a receber ajuda humanitária do Crescente Vermelho iraquiano. Água, alimentos e medicamentos foram distribuídos pela primeira vez desde há cinco dias.