Última hora

Última hora

Nova equipa de Barroso foi formalmente apresentada no PE

Em leitura:

Nova equipa de Barroso foi formalmente apresentada no PE

Tamanho do texto Aa Aa

Durão Barroso foi ao Parlamento Europeu pedir a “confiança” dos eurodeputados para a sua equipa. A renovada Comissão vai a votos esta quinta-feira e, segundo os analistas, deverá ser aprovada mas falta saber com que margem. A nomeação de Barroso para a presidente do executivo comunitário recolheu uma larga maioria de 413 votos favoráveis. Para ser aprovada, a equipa de Barroso precisa de, pelo menos, 367. Populares e liberais vão votar a favor. A maioria dos socialistas deverá também fazê-lo.

Barroso disse aos eurodeputados ter percebido que querem “uma comissão forte e competente”. E acrescentou: “Para satisfazer este pedido, procedi a mudanças que considero justas e necessárias sem ser obrigado a reorganizar toda a equipa.” Assim, substituiu o italiano Rocco Buttiglione por Franco Fratini, a letã Ingrida Udre por Andris Piebalgs, e mudou o húngaro Lázsló Kovacs da pasta da Energia para a da Fiscalidade. Mas não mexeu na holandesa Neelie Kroes, indigitada para a Concorrência e contestada pelas suas relações com o mundo empresarial. Por isso, populares, socialistas e liberais preparam uma petição para que Barroso se comprometa formalmente a vigiar quaisquer eventuais situações de conflito de interesses. O documento – que visa alterar a lei-quadro que gere as relações entre Comissão e Parlamento – prevê mesmo que um dos membros da Comissão possa ser substituído se vier a perder a confiança do Parlamento Europeu.