Última hora

Última hora

Vinte e Cinco aprovam princípios básicos para a integração dos imigrantes

Em leitura:

Vinte e Cinco aprovam princípios básicos para a integração dos imigrantes

Tamanho do texto Aa Aa

A aprendizagem da língua do país de acolhimento é um dos 11 princípios básicos para a boa integração dos imigrantes. A lista foi feita pelos ministros da Justiça e Interior, reunidos esta sexta-feira em conselho.

A ministra da Imigração da Holanda, país que assume a presidência rotativa da União, refere a importância de bem integrar os imigrantes. Diz Rita Verdonk: “Uma política de integração eficaz é de extrema importância para a estabilidade e a coesão das nossas sociedades. Precisamos de ter uma visão comum no que toca à integração.” O conhecimento da História do país, a participação social e, claro, o emprego são alguns dos outros elementos-chave para uma boa integração dos imigrantes nas sociedades que os acolhem. O texto aprovado pelos ministros refere ainda que se devem aplicar acções efectivas para impedir que os imigrantes sejam discriminados no local de trabalho. Na agenda do conselho de hoje também estava a luta contra a droga. Os ministros sabem que o problema é global e preconizam uma estreita cooperação internacional. Por outro lado, os Estados membros devem proporcionar, aos toxicodependentes, programas de desintoxicação, reabilitação e reinserção social e desenvolver campanhas para evitar que os jovens comecem a consumir.