Última hora

Última hora

Libertada cidadã polaca feita refém no Iraque

Em leitura:

Libertada cidadã polaca feita refém no Iraque

Tamanho do texto Aa Aa

Foi já em Varsóvia que Teresa Borcz Khalifa, com nacionalidade polaca e iraquiana, falou da sua libertação. Teresa Khalifa afirma ter sido bem tratada pelos sequestadores. Na conferência de imprensa, o primeiro-ministro polaco, Marek Belka, disse apenas que a refém tinha chegado ontem a Varsóvia e que a sua libertação contou com a colaboração de outros países.

Teresa Khalifa, de 54 anos e mais de 30 passados no Iraque, foi raptada a 27 de Outubro. Os raptores exigiam a retirada das tropas polacas e a libertação de todas as prisioneiras iraquianas. A sua libertação contrasta com a provável execução da britânica Margaret Hassan e o prolongamento do cativeiro dos jornalistas Christian Chesnot e Georges Malbrunot, raptados a 20 de Agosto. Mohammed Al-Djoundi, o condutor sírio dos jornalistas franceses, libertado em Falluja, chegou hoje a Paris. Mas as autoridades podem também contar com as declarações de um camionista egípcio, libertado no dia 12, que afirma ter estado detido com os dois franceses em Latifiya, a sul de Bagdade, e que ambos se encontravam bem de saúde.