Última hora

Última hora

G20 não consegue adoptar posição comum sobre o dólar

Em leitura:

G20 não consegue adoptar posição comum sobre o dólar

Tamanho do texto Aa Aa

A decisão que, até agora, mais deu que falar no âmbito da cimeira do G20, em Berlim, não surgiu da cimeira em si. Isto é, foi um acordo, à margem do encontro, entre a Alemanha e os Estados Unidos, que traçou o perdão de 80 por cento da dívida externa do Iraque, o equivalente a 33 mil milhões de dólares.

Os ministros das Finanças e os governadores dos bancos centrais dos países mais ricos e das economias emergentes mostraram-se optimistas quanto ao recuo do preço do petróleo, a médio prazo. Mas a situação do dólar não gera consenso. O chanceler Gerhard Schroeder afirmou haver “um duplo défice nos Estados Unidos, orçamental e corrente, e que é preciso intervir para preservar as relações com os parceiros.” No entanto, não foi adoptada uma posição comum contra a queda do dólar, uma vez que o presidente da Reserva Federal e o secretário do Tesouro americanos a recusaram.