Última hora

Última hora

Comissária holandesa para a Concorrência retira-se do primeiro caso

Em leitura:

Comissária holandesa para a Concorrência retira-se do primeiro caso

Tamanho do texto Aa Aa

No segundo dia de trabalhos da equipa de Barroso, Neelie Kroes é obrigada a retirar-se de um dossiê. A comissária para a Concorrência é uma ex-mulher de negócios, com assento em vários conselhos de vigilância de grandes empresas. Entre elas, a transportadora marítima P&O Nedloyd, cujo dossiê de fusão com outra empresa está agora nas mãos de um outro comissário.

Durante as audições, os europedutados consideraram que o passado da comissária holandesa poderia vir a criar conflitos de interesse. Kroes e Barroso prometeram, então, que a holandesa não trataria dos casos relacionados com as empresas para as quais trabalhou. Se Neelie Kroes tivesse sido comissária nos últimos cinco anos ter-se-ia retirado de 0,7% dos casos tratados, diz a Comissão. Alguns eurodeputados, como os Verdes, por exemplo, dizem que o número seria bem mais elevado: 35 por cento, o que faria de Neelie Kroes uma comissária a meio tempo, acusam.