Última hora

Última hora

Ucrânia: Ianukovitch mantém silêncio

Em leitura:

Ucrânia: Ianukovitch mantém silêncio

Tamanho do texto Aa Aa

As ruas de Kiev foram também palco duma concentração de apoiantes de Victor Ianukovitch, embora o seu número esteja bastante longe dos milhares reunidos pela oposição.

Ianukovitch foi nomeado governador de Donetsk em 1997 e chamado à chefia do governo em Novembro de 2002. A eleição para a presidência, aos 54 anos, seria o culminar duma carreira dedicada à política. Face à crise instalada, as últimas declarações do candidato presidencial do regime foram proferidas na segunda-feira à noite numa alocução televisiva. O primeiro-ministro apelou à união do país, assegurou ir tomar em conta as aspirações dos eleitores da oposição mas criticou aqueles que gritam à formação de barricadas. Já o presidente cessante pronunciou-se esta terça-feira ao final do dia. Leonid Kuchma convidou os dois candidatos a sentarem-se à mesa das conversações e alertou os países ocidentais para o facto das críticas sobre as presidenciais poderem contribuir para o aumento da tensão na Ucrânia.