Última hora

Última hora

Ucrânia: Iuschenko autoproclama-se Presidente

Em leitura:

Ucrânia: Iuschenko autoproclama-se Presidente

Tamanho do texto Aa Aa

“A Ucrânia está à beira de uma guerra civil” foi a constatação feita hoje por Viktor Iuschenko, no Parlamento ucraniano, numa sessão extraordinária para analisar os polémicos resultados das presidenciais.

O candidato pró-Ocidente falou da misteriosa doença que o desfigurou durante a campanha e que diz ter sido fruto de um envenenamento das autoridades. Iuschenkovoltou a acusar o adversário de ser o responsável pela fraude e inúmerou algumas das irregularidades. Durante o aceso debate, a número dois da oposição, Iulia Timochenko, convidou o candidato pró-ocidental a invadir o gabinete presidencial. No final da sessão, Viktor Iuschenko prestou juramento como Presidente. “Juro face a esta gente honesta. Prometo tudo fazer para proteger a vossa escolha e prometo fidelidade ao povo ucraniano”, declarou Iuschenko sobre a Bíblia. Algumas cidades do Oeste da Ucrânia já tinham declarado Iuschenko como chefe de Estado. O presidente do Parlamento, Volodimir Litvin, recusou o juramento simbólico face aos deputados da oposição, os únicos que se encontravam no hemiciclo. Os eleitos da maioria presidencial boicotaram a sessão extraordinária e impediram a votação da moção de censura contra a Comissão Eleitoral, proposta pelos deputados fiéis a Iuschenko.