Última hora

Última hora

Iuschenko disposto a novas eleições apesar de oficialmente derrotado

Em leitura:

Iuschenko disposto a novas eleições apesar de oficialmente derrotado

Tamanho do texto Aa Aa

Viktor Iuschenko afirmou estar disposto a participar em novas eleições presidenciais se estas decorrerem de forma honesta. Mas pouco depois a comissão eleitoral declarou o seu adversário vencedor do escrutínio, com 49,5 por cento dos votos, mais três pontos percentuais que Iuschenko.

Ao final do dia o candidato derrotado discursou na Praça da Liberdade perante uma imensa mole humana. Várias centenas de milhares de apoiantes invadiram o centro de Kiev pelo terceiro dia consecutivo. A mobilização estendeu-se a outras cidades. No seu discurso Iuschenko elencou as irregularidades que mancharam o escrutínio presidencial, relembrou a história do povo ucraniano, fustigou Moscovo e fez o elogio da Europa e da Democracia. Viktor Iuschenko afirmou igualmente ter recebido o apoio de alguns militares. O político liberal tinha escrito às forças da ordem pedindo para não intervirem contra o povo ucraniano. Na sua missiva advertiu contra a preparação de um golpe para manter o regime no poder. Do outro lado da barricada, o presidente Leonid Kutchma terá rejeitado o recurso à força para resolver esta grave crise, noticiou a agência russa Interfax. E, num comunicado divulgado antes do anúncio oficial dos resultados, o primeiro-ministro Yanucovitch disse não aceitar o resultado do escrutínio enquanto este não for considerado legítimo, por recear o eclodir da violência.