Última hora

Última hora

Kouchtma apela ao diálogo mas denúncia "farsa" da oposição

Em leitura:

Kouchtma apela ao diálogo mas denúncia "farsa" da oposição

Tamanho do texto Aa Aa

O ainda presidente ucrâniano, Leonid Koutchma, propõe negociações à oposição para tentar sair da crise e assegura que não vai recorrer à força. Invocando o risco de uma fractura no país por causa da controversa eleição presidencial Kouchtma lançou o repto ao diálogo a Viktor Iutchencko através da televisão estatal, numa altura em que milhares de apoiantes do candidato pro-ocidental davam conta da sua revolta perante a alegada fraude. O chefe de Estado ucraniano acusa a oposição de ter encenado uma “farsa perigosa” e nega as existência de fraude apontada pelos observadores internacionais e contestada nas ruas pelos apoiantes do candidato da oposição.

O adversário Viktor Iukanovich declarou numa entrevista televisiva que os resultados preliminares que o dão como vencedor são “optimistas”

Depois de um apelo à reconciliação aos que votaram pelo seu rival, Iukanovich informou que não conta cooperar com Yuchtchenko no futuro.