Última hora

Última hora

A tensão pode degenerar em violência alerta Léonid Koutchma

Em leitura:

A tensão pode degenerar em violência alerta Léonid Koutchma

Tamanho do texto Aa Aa

“ O risco de uma guerra civil na Ucrânia é real” foi o alerta lançado pelo presidente cessante, Léonid Koutchma, depois do anúncio oficial dos resultados eleitorais que deram a vitória ao candidato pro-russo Viktor Yanukovich por uma vantagem de apenas 3%.

Nas ruas de Kiev, os seus apoiantes puxaram das bandeiras do partido para festejar embora a oposição recuse aceitar os resultados e a tensão aumente no país. A número dois da formação de Iutchenko, Iulia Timochenko, apelou aos seus partidários para que bolqueiem aeroportos, vias férreas e rodoviárias em sinal de contestação, e o candidato derrotado lançou um apelo à greve geral. Pouco depois da Comissão eleitoral ter tornado públicos os resultado das presidenciais Yanukovich fez uma breve aparição na televisão estatal exortando ao diálogo: “Devemos melhorar as nossas vida e podemos fazê-lo em conjunto, com a participação de todos os cidadãos. Amanhã vamos comemçar as negociações e tentar chegar a um entendimento” Yanukovich ressalvou no entanto que não será presidente contra a vontade popular, sabendo que a outra metade do país, Oeste e centro apoia Iutchenko. Cinco dias depois da realização da segunda volta o país continua mergulhado na crise. A mensagem enviada à comunidade internacional pelo chefe de Estado de saída Léonid Koutchma é: “por favor não se metam nos assuntos internos deste país”. Os Estados Unidos disseram que não podem aceitar os resultados sem que as inúmeras fraudes denúnciadas sejam investigadas.