Última hora

Última hora

Iuschenko agradece nova conquista política atribuída por Kuchma

Em leitura:

Iuschenko agradece nova conquista política atribuída por Kuchma

Tamanho do texto Aa Aa

“Obrigado” aos apoiantes. Através do agradecimento, Viktor Iuschenko traduziu a decisão de Kuchma, sobre um cenário de novas eleições na Ucrânia, em conquista política. O homem da oposição anunciou na Praça da Independência, em Kiev, que vai, esta terça-feira, ao parlamento ucraniano pedir a demissão do governo de Ianukovitch e uma moção para condenar expressamente o separatismo.

Isto porque, para além dos receios sobre a eclosão da violência, a crise política acordou o fantasma da desintegração da Ucrânia. O Ministério da Defesa diz-se pronto a intervir se a integridade territorial for posta em causa, depois de os responsáveis políticos do Leste, pró-Ianukovitch, ameaçarem com a secessão, em forma de referendo sobre a autonomia. Um terceiro factor é o económico. A imagem utilizada por Leonid Kuchma é a de que “o sistema financeiro do país pode desmoronar-se como um castelo de cartas”, a qualquer momento. As transações comerciais estão reduzidas a um quarto do habitual. Os manifestantes bloquearam as instituições governamentais, o que paralisa um país que estava a avançar de forma destacada.