Última hora

Última hora

Ariel Sharon procura acordo com Shimon Perez para sair da crise.

Em leitura:

Ariel Sharon procura acordo com Shimon Perez para sair da crise.

Tamanho do texto Aa Aa

O primeiro-ministro israelita afirmou na televisão que não tem outra escolha senão a de tentar a coligação com trabalhistas e partidos religiosos e afirmou estar disposto a fazer concessões “dolorosas” para conseguir um acordo de paz com os palestinianos.

A crise foi aberta depois do parlamento chumbar o Orçamento para 2005, o que levou Sharon a demitir cinco ministros que pertencem ao partido laico Shinui que votou contra a proposta do executivo. Com o fim da coligação, Sharon ficou apenas com o apoio do Likud que dispõe de 40 deputados num parlamento com 120 assentos. Sharon tem de agir rapidamente para evitar eleições antecipadas e já reafirmou a intenção firme de retirar de Gaza, uma piscadela de olho aos trabalhistas para conseguir formar um novo governo. Se a abordagem resultar, o primeiro-ministro passa a dispor de uma maioria de 62 deputados. O exercício é todavia difícil devido às resistências de parlamentares do Likud.