Última hora

Última hora

Ucrânia: Governo lança campanha eleitoral sem ouvir exigências da oposição

Em leitura:

Ucrânia: Governo lança campanha eleitoral sem ouvir exigências da oposição

Tamanho do texto Aa Aa

Os governantes pró-russos da Ucrânia lançam-se na campanha eleitoral para a segunda volta das presidenciais, num momento em que as negociações com a oposição continuam bloqueadas.

O Parlamento suspendeu hoje a sessão extraordinária em que deveria votar a nova Comissão Eleitoral que vai organizar o sufrágio marcado para dia 26 de Dezembro. Nem a destituição do governo, nem as reformas eleitorais e constitucionais exigidas pela oposição foram alvo de qualquer decisão por parte do presidente Leonid Kuchma. O ainda chefe de Estado exige a redução de poderes do cargo de presidente como condição essencial para promulgar as reformas. Com as negociações bloqueadas, o lado pró-governamental avança para a campanha eleitoral. Leonid Kuchma anunciou a suspensão temporária do mandato de primeiro-ministro de Viktor Ianukovitch, para que este se possa dedicar à campanha. Nas ruas de Kiev os manifestantes pró-Iuschenko prometem não arredar pé enquanto Leonid Kuchma não resolver o impasse. A cantora ucraniana, Russlana, vencedora do festival eurovisão da canção, e apoiante do líder da oposição laranja, animou esta tarde os milhares de manifestantes concentrados no centro de Kiev.