Última hora

Última hora

EUA querem estrear robô-soldado no Iraque

Em leitura:

EUA querem estrear robô-soldado no Iraque

Tamanho do texto Aa Aa

Uma guerra sem vítimas parece ser um conceito impensável. Quando um conflito rebenta, a tecnologia militar faz pender o maior número de baixas para um dos lados. Todos os dias, o Iraque representa esta realidade que, em breve, pode conhecer uma mudança radical.

O robô Talon é anunciado como a mais recente arma de combate dos Estados Unidos. Equipado com uma metralhadora ou um lança-granadas pode substituir, em grande medida, o papel de um soldado. Mas não será totalmente independente, uma vez que é o militar que o comanda à distância. Essa é uma das grandes vantagens para a equipa de especialistas que desenvolve o projecto Talon: o robô pode distanciar-se até 800 metros do operador, fazendo com que o inimigo não veja o elemento humano que poderá controlar a situação de “uma forma muito mais calma”. O Talon poderá chegar ao Iraque, nesta versão, no princípio do próximo ano. Na vertente das operações de desminagem, por exemplo, já foi utilizado na Bósnia e no Afeganistão.