Última hora

Última hora

Ucrânia em vias de reconciliação

Em leitura:

Ucrânia em vias de reconciliação

Tamanho do texto Aa Aa

Um primeiro compromisso foi conseguido entre a oposição e o poder ucrânianos para tirar o país da crise. “Um dia que abre caminho à vitória”, declarou Viktor Iuschenko perante a euforia dos deputados da oposição.

O parlamento aprovou a reforma eleitoral, que abre caminho à transparência para a repetição das eleições no próximo dia 26, e reformas políticas que transformarão o país numa república parlamentar. A reforma constitucional que vai reduzir o poder do presidente não será aplicada de imediato, o que a oposição considera uma vitória. Os partidários de Iuschenko conseguiram que a nova lei só entre em vigorem Setembro de 2005 ou Janeiro de 2006. O presidente cessante, Leonid Kutchma, promulgou de imediato os textos tendo considerado o acto como “um momento de reconciliação e a prova de que a Ucrânia está unida”. Depois de três semanas de contestação, os jovens do movimento PORA, que lideraram os protestos, receberam já ordem para regressar a casa e levantar o bloqueio aos edifícios administrativos.