Última hora

Última hora

Assembleia-Geral da ONU mostra solidariedade inédita com Annan

Em leitura:

Assembleia-Geral da ONU mostra solidariedade inédita com Annan

Tamanho do texto Aa Aa

Quando Kofi Annan entrou na Assembleia-Geral das Nações Unidas, esta quarta-feira, muito provavelmente não imaginava o desfecho da sua intervenção. O secretário-geral veio discursar sobre um pacote de reformas desenhado para a ONU. Mas, para além destas informações, os representantes dos 191 países-membros mostraram um interesse particular noutra questão: a actual situação do próprio Annan.

A alegada corrupção no seio do programa Petróleo por Alimentos, implantado no Iraque, está a ser aproveitada por vários republicanos americanos que pedem a cabeça de Annan. Acrescenta-se a polémica em torno do filho do secretário-geral, Kojo, que teve um percurso atribulado numa das empresas que participou no programa. Perante a chuva de críticas de que é alvo, os membros da Assembleia-Geral decidiram mostrar a solidariedade com Annan protagonizando uma longa ovação em pé. Um acto espontâneo e inesperado que suscitou a seguinte reacção de Jean Ping, presidente da Assembleia: “tratou-se de uma homenagem rara que interpreto como um reconhecimento do seu trabalho”. Mas Annan continua a enfrentar as acusações dos republicanos de Bush com os quais as relações amargaram desde a iniciativa americana na guerra do Iraque.