Última hora

Última hora

Ucrânia relança campanha eleitoral

Em leitura:

Ucrânia relança campanha eleitoral

Tamanho do texto Aa Aa

Governo e oposição ucranianos chegaram esta quarta-feira a um acordo, no Parlamento, aprovando as reformas eleitorais e as emendas constitucionais necessárias ao bom desenrolar do sufrágio de dia 26 de Dezembro.

Milhares de apoiantes de Viktor Iuschenko juntaram-se esta noite na Praça da Independência de Kiev, para festejar o acordo que põe fim a mais de duas semanas de protestos. Os manifestantes levantaram ao final da tarde o cerco em torno dos edifícios governamentais na capital. Um gesto simbólico da vitória da oposição que, com as reformas eleitorais aprovadas, obtém a garantia de que a repetição do sufrágio não será ameaçada por hipóteses de fraude. Ao final de várias sessões parlamentares bloqueadas pela inflexibilidade do presidente, os deputados aprovaram por maioria as reformas e emendas que lançam a Ucrânia novamente na campanha eleitoral das presidenciais. Uma vitória também do presidente Leonid Kuchma que consegue ver aprovada a redução de poderes do chefe de Estado e o reforço das competências do primeiro-ministro. Uma medida que só será aplicada após as próximas legislativas. Durante a sessão parlamentar, os deputados votaram a dissolução da Comissão Eleitoral, tendo debatido a constituição da Comissão que vai organizar a repetição da segunda volta eleitoral. A Ucrânia prepara-se para um sufrágio sob alta vigilância de centenas de observadores internacionais.