Última hora

Última hora

A Roménia não quer perder o comboio da Europa

Em leitura:

A Roménia não quer perder o comboio da Europa

Tamanho do texto Aa Aa

Criar um governo com uma maioria estável para levar a Roménia à União Europeia foi a primeira declaração de intenções do vencedor das eleições presidenciais romenas.

Traian Basescu anunciou a estratégia no mesmo momento em que proclamava a vitória perante milhares de apoiantes, no centro de Bucareste, projectos que passam também pelo combate à corrupção, um dos principais temas de campanha de Basescu:“Quero introduzir o problema da corrupção na estratégia de defesa nacional, porque estou convencido de que hoje a corrupção, ao mais alto nível, começa a tornar-se uma ameaça para a segurança nacional,” declarou. O presidente da câmara de Bucareste, candidato do Partido Aliança centro-direita foi eleito chefe de Estado com 51,23% dos votos, resultado oficial emitido pela Comissão Eleitoral, mas a formação do executivo vai depender de futuras alianças, um cenário que, de momento, deixa todas as possibilidades em aberto. O derrotado, Adrian Nastase lembrou que o seu partido venceu as eleições legislativas de 28 de Novembro e dispõe de uma maioria no parlamento que o autorizava a formar governo, mas afirmou que vai apoiar os projectos políticos de Basescu para permitir a entrada do país na União Europeia em 2007. O futuro executivo de Bucareste vai assim depender das alianças que possam ser negociadas a partir de hoje. Duas formações que tinham apoiado o PSD nas duas voltas do escrutínio – o Partido Humanista e a União Demcrática dos Magiares – deixaram entender que não excluíam juntar-se a Basescu.