Última hora

Última hora

Os ataques voltaram à Faixa de Gaza

Em leitura:

Os ataques voltaram à Faixa de Gaza

Tamanho do texto Aa Aa

Helicópteros israelitas atacaram ao princípio da madrugada desta segunda-feira alvos seleccionados na Faixa de Gaza. Foi a resposta do Tsahal ao ataque no domingo, ao final do dia, no posto fronteiriço entre a Faixa de Gaza e o Egipto que provocou a morte a cinco soldados israelitas. Os alvos atacados foram uma fábrica de metais e uma casa desabitada, locais onde, segundo as forças israelitas, o Hamas fabrica armas, entre as quais roquetes e morteiros.

É o retomar da violência, um mês após a morte de Yasser Arafat e quando uma certa acalmia parecia ter-se fixado nos territórios palestinianos e num momento em que se preparam as eleições do próximo mês de Janeiro. Ariel Sharon disse já esta manhã que enquanto houver sangue não há processo de paz. Saeb Erekat respondeu, por seu turno, que a única forma de romper o ciclo da violência é avançar com o processo de paz e por fim à ocupação israelita. As posições voltam a extremar-se. A presença militar israelita em Gaza foi,entretanto, reforçada, mas responsáveis israelitas citados pelos media, esta manhã, garantem que este ataque não compromete a intenção de Sharon de aplicar o plano de retirada unilateral da Faixa de Gaza, que deverá começar em Março de 2005.