Última hora

Última hora

Libertados jornalistas franceses raptados no Iraque

Em leitura:

Libertados jornalistas franceses raptados no Iraque

Tamanho do texto Aa Aa

É oficial a libertação de Christian Chesnot e Georges Malbrunot, os dois jornalistas franceses raptados há quatro meses no Iraque.

A informação, avançada pela al-Jazira, com base no comunicado do grupo de sequestradores- “Exército Islâmico do Iraque” -, foi confirmada pelo primeiro-ministro francês, Jean-Pierre Raffarin, e pelo porta-voz do Ministério dos Negócios Estrangeiros. Segundo Hervé Ladsous, Christian Chesnot e Georges Malbrunot regressam já esta quarta-feira a França. O grupo de raptores afirma ter entregue os jornalistas à embaixada de França em Bagdad, depois de ter tido provas de que não eram espiões americanos e perante os pedidos de organizações muçulmanas e de ajuda humanitária. Os dois jornalistas foram raptados a 20 de Agosto numa estrada entre Bagdad e Najaf, na companhia do motorista e tradutor sírio, Mohammed al-Joundi, em liberdade desde 11 de Novembro. Nos últimos meses foram muitas as iniciativas para impedir que Chesnot e Malbrunot caíssem no esquecimento. A última teve lugar ontem na capital francesa, pelas mãos da organização Repórteres Sem Fronteiras.