Última hora

Última hora

Blair promove conferência junto de israelitas e palestinianos

Em leitura:

Blair promove conferência junto de israelitas e palestinianos

Tamanho do texto Aa Aa

Ninguém da nova liderança palestiniana quis faltar hoje ao encontro com o primeiro-ministro britânico, em viagem para promover uma conferência internacional sobre o processo de paz israelo-palestiniano.

Tony Blair é a mais alta personalidade a deslocar-se a Ramallah, na Cisjordânia, após a morte de Yasser Arafat, mas não colocou flores no túmulo do falecido dirigente palestiniano para não criar incidentes diplomáticos com Israel. Blair preferiu concentrar-se no objectivo: apresentar a conferência a realizar em Londres no início de 2005. No final, Mahmmud Abbas, o líder palestiniano interino, disse estarem prontos para retomar o “Roteiro da paz” e espera que Israel retome as negociações após as eleições de 9 de Janeiro. Se os palestinianos desejam seguir o “Roteiro da paz” para obter a criação de um Estado, Blair deixou claro que a conferência não pretende substituir o plano, mas ajudar a reanimar e concretizar todo o processo, bloqueado desde o início da segunda Intifada em 2000. O périplo do primeiro-ministro britânico pelo Médio Oriente incluiu um encontro com o homólogo israelita. Ariel Sharon disse a Blair que o seu país não pretende participar na conferência, mas apoia a iniciativa. O chefe do governo hebraico aproveitou para reiterar a exigência para retomar as discussões com os palestinianos, ou seja, o fim do terrorismo e da violência. Face a Sharon, Blair acabou por modificar um pouco os objectivos da conferência. De reanimar o processo de paz, o encontro passou a ter como prioridade as reformas e o apoio aos novos líderes palestinianos, para abrir caminho às negociações.