Última hora

Última hora

China suspende encomendas de aviões em 2005

Em leitura:

China suspende encomendas de aviões em 2005

Tamanho do texto Aa Aa

A China vai congelar todas as encomendas de aviões de linha durante 2005. Com esta medida, as autoridades chinesas querem pôr um travão no crescimento exagerado do sector. Segundo o director-geral do organismo que gere a aeronáutica civil da China, as companhias locais encomendaram já aviões suficientes para satisfazer as necessidades do próximo ano.

Só na última sexta-feira, a China Eastern Airlines, que tem a segunda maior frota do país, encomendou dez Boeing 737-700. Em Outubro, a Airbus tinha negociado a venda de 20 aparelhos A330. Ambos os rivais estão a tentar vender aos chineses os novos gigantes, respectivamente o 7E7 e o A380. A Airbus não quis, para já, comentar a mais recente decisão da China. As acções da EADS, casa-mãe da construtora europeia, estão pouco afectadas pela notícia. O mesmo não se passa com a Boeing, que viu os papéis caírem mais de dois por cento. No entanto, a construtora norte-americana minimiza os efeitos e diz que a decisão não tem qualquer efeito nos negócios que foram acordados durante este ano.