Última hora

Última hora

Os parlamentares bascos fazem passar os planos de soberania

Em leitura:

Os parlamentares bascos fazem passar os planos de soberania

Tamanho do texto Aa Aa

O parlamento basco aprovou o “Plano Ibarretxe”, que prevê a soberania desta região autónoma espanhola.

Um feito que se ficou o dever aos votos de três deputados do SocialistasAbertzaleak, partido herdeiro do antigo Batasuna – o braço político do grupo terrorista ETA. No hemíciclo regional basco, 39 deputados votaram a favor e 35 contra. O promotor do texto e chefe do executivo local, Juan José Ibarretxe, evoca odireito da sociedade “decidir o seu futuro”. Agora seguem-se as negociações com o governo espanhol e a análise do texto pelo parlamento nacional. Algo que não se adivinha fácil para a capital basca, Vitória. Tanto o governo de Madrid como os principais partidos da oposição já se mostraram totalmente contra o plano. Os socialistas, pela voz da vice-presidente do governo central, Maria Teresa de la Vega, afirmam que o plano não mudou, que continua a ser anti-constitucional e que tem de ser rejeitado. Os populares, através do seu secretário-geral, Angel Acebes, que afirmou que a grande a vitoria, desta quinta-feira, era da ETA, “que conseguiu aquilo porque tantos anos matou”. Disse ainda que o plano se trata de “um projecto nacionalista de ruptura com Espanha e de fractura e exclusão da sociedade basca”. O “Plano Ibarretxe” estipula a soberania do País Basco, a sua livre associação com Espanha, a nacionalidade histórica dos seus cidadãos e a gestão independente.