Última hora

Última hora

Ásia: turistas voluntários ajudam a identificar os mortos

Em leitura:

Ásia: turistas voluntários ajudam a identificar os mortos

Tamanho do texto Aa Aa

Poderão ser ao todo 150 mil os mortos provocados pelo maremoto que atingiu no domingo o sul da Àsia. É o balanço possível uma semana depois da catástrofe, embora os responsáveis da ONU já tenham admitido que o número real de mortes nunca será conhecido.

Os corpos acumulam-se nos locais onde é possível serem isolados, um trabalho muitas vezes efectuado com a ajuda de turistas voluntários que decidiram ficar.Alex Torikian é britânico e trabalha numa morgue da Tailândia onde não tem mãos a medir, porque “atrás de cada corpo há uma família que procura notícias desse desaparecido”, explicou. Ele tem a missão de recolher informações sobre os cadáveres e de os levar para a morgue onde os peritos vão recolher ADN que permitirá às famílias chegar ao corpo. Sobre os 230 cidadãos portugueses que foram recenseados nas zonas atingidas pelo sismo, oito estão ainda dados como desaparecidos.