Última hora

Última hora

Comissário Louis Michel de visita ao Sri Lanka devastado

Em leitura:

Comissário Louis Michel de visita ao Sri Lanka devastado

Tamanho do texto Aa Aa

A ajuda europeia está a chegar às regiões devastadas do Sudoeste da Ásia. Isso mesmo pôde constatar Louis Michel. O comissário para o Desenvolvimento e a Ajuda Humanitária deslocou-se ao Sri Lanka, onde visitou vários centros da Cruz Vermelha instalados no país, um dos mais atingidos pelas ondes gigantes de 26 de Dezembro. “Enquanto for preciso, não cruzaremos os braços”, diz o comissário. “Continuaremos o tempo que for necessário, estaremos ao lado destas pessoas.”

A União Europeia está empenhada em ajudar a Ásia, apesar das críticas sobre as verbas que Bruxelas desbloqueou: três milhões de euros de ajuda de urgência e mais 70 milhões para os próximos dias. Há uma semana que Bruxelas tenta encontrar soluções e coordenar os diferentes esforços para responder aos pedidos de ajuda dos países atingidos. O Sri Lanka, por exemplo, recebe material médico grego, tendas de campanha suecas, garrafas de água potável da República Checa e ainda o apoio de 60 profissionais franceses. Pia Bucella, responsável por uma célula de acompanhamento, no seio da Comissão Europeia, em Bruxelas, explica que estão a tentar utilizar, da melhor maneira, a assistência fornecida pelos Estados membros. Assim, diz, “se soubermos que uma equipa francesa pode ajudar melhor ou que uma equipa sueca pode ser mais útil numa determinada situação, pedimos-lhe que avance.” Na próxima quarta-feira, todos os Estados membros da União Europeia vão marcar o luto, em honra das vítimas do maremoto. Três minutos de silêncio serão respeitados ao meio dia, hora central europeia – 11h00, em Lisboa.