Última hora

Última hora

Desemprego na Alemanha pode atingir cinco milhões

Em leitura:

Desemprego na Alemanha pode atingir cinco milhões

Tamanho do texto Aa Aa

Na Alemanha, pode, em breve, haver cinco milhões de desempregados. É esta a opinião dos analistas, depois da publicação, esta terça-feira, dos números de Dezembro. A taxa de desemprego cresceu para os 10,8 por cento e o número de desempregados sem ajustes sazonais foi de quase 4,5 milhões, ou seja, mais 207.000 que em Novembro.

O desemprego esteve em queda durante a primeira metade do ano, mas em Novembro voltou a subir. Em termos ajustados, foi o valor mais alto desde 1997. Esta subida, em Dezembro, deve-se sobretudo a factores sazonais e também às novas medidas do Governo. O director do organismo federal do trabalho, Frank-Juergen Weise, explica este aparente atraso na retoma: “Houve uma falta de estímulo conjuntural, no ano passado, o que fez com que não tenha havido uma verdadeira mudança em relação a 2003, que foi um ano de crise”. Este aumento no desemprego pode ser explicado pela entrada em vigor, no dia 1 de Janeiro, do chamado plano Hartz 4, que obriga todos os desempregados de longa duração a inscreverem-se nos centros de emprego. Este pacote é polémico e foi com alguma contestação que o ministro da Economia, Wolfgang Clement, foi recebido, na visita a um centro de emprego, em Colónia. Diz o ministro: “Não houve ainda uma grande mudança, mas estou satisfeito por não ter havido nenhum problema técnico na aplicação do plano”. O desemprego continua a atingir, sobretudo, as províncias da ex-RDA, onde a taxa atinge os 18,5 por cento.