Última hora

Última hora

Lafarge tem mais de 300 trabalhadores desaparecidos na Indonésia

Em leitura:

Lafarge tem mais de 300 trabalhadores desaparecidos na Indonésia

Tamanho do texto Aa Aa

O grupo industrial francês Lafarge é uma das empresas ocidentais mais tocadas pelos efeitos da Tsunami. Mais de metade dos trabalhadores da fábrica de cimento de Lho Nga, na Indonésia, desapareceu. Esta unidade fica perto de Banda Aceh e do epicentro do sismo. Das 625 pessoas que trabalhavam aqui, a Lafarge só tem notícias de 280. O grupo já pôs em marcha uma operação logística para ajudar os sobreviventes.

A Lafarge tem 13 fábricas na zona afectada pelo maremoto, onde emprega 6400 pessoas. Ao todo, tem mais de 10.700 trabalhadores na região Ásia-Pacífico. A fábrica de Lho Nga é responsável pela produção de mais de um milhão de toneladas de cimento por ano e contribui, todos os anos, com quatro a cinco milhões de euros para os lucros do grupo francês, que é o maior produtor mundial de cimento. Em 2003, o grupo realizou, na região Ásia-Pacífico, um volume de negócios de mais de 1200 milhões de euros. As próximas contas podem sofrer um revés com a tragédia. Além dos meios que colocou à disposição, a Lafarge desbloqueou mil milhões de euros em ajudas.