Última hora

Última hora

Ibarretxe recusa resolver questão basca "à estalada"

Em leitura:

Ibarretxe recusa resolver questão basca "à estalada"

Tamanho do texto Aa Aa

A troca de palavras entre o líder do governo regional basco e o primeiro-ministro espanhol sobe de tom. Para Juan José Ibarretxe a vontade do povo basco em constituir uma nação soberana não pode substituir-se à vontade do parlamento de Madrid. Em causa está o projecto de Ibarretxe de livre associação do País Basco a Espanha.

“Se não estivermos dispostos a dialogar como vamos encontrar uma solução? À estalada?”, questionou o chefe do executivo de Vitória. Ibarretxe aguarda que o plano que comporta o seu nome seja debatido nas Cortes de Madrid, mas não alimenta ilusões. Por isso reiterou a vontade de submeter o projecto a uma consulta popular no País Basco. É que, como declarou, “a vontade da sociedade basca não vai ser substituída pelos interesses do Partido Popular e do Partido Socialista” que dominam o parlamento nacional. “De forma alguma” – rematou. O primeiro-ministro Rodriguez Zapatero, que se encontrou com Ibarretxe no Verão passado logo depois de tomar posse, deverá convocar uma reunião em breve. Mas na segunda-feira estabeleceu as regras do jogo: “Na nossa Democracia pode fazer-se tudo e falar-se de tudo desde que se respeite a Constituição. Fora da Constituição, nada!” O projecto de Ibarretxe, do Partido Nacionalista Basco, prevê a criação da nacionalidade basca e o alargamento das competências desta região autónoma de 2,1 milhões de habitantes. O plano foi aprovado por maioria absoluta no parlamento regional na passada quinta-feira.